Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Mensagem e bênção de Páscoa do Papa Francisco

«Louvai o Senhor porque ele é bom: porque eterna é a sua misericórdia» (Sl 135,1). Queridos irmãos e irmãs, feliz Páscoa! Jesus Cristo, encarnação da misericórdia de Deus, por amor morreu na cruz e por amor ressuscitou. Por isso, proclamamos hoje: Jesus é o Senhor! A sua Ressurreição realiza plenamente a profecia do Salmo: a misericórdia de Deus é eterna, o seu amor é para sempre, não morre jamais. Podemos confiar completamente N’Ele, e damos-Lhe graças porque por nós Ele desceu até ao fundo do abismo. Diante dos abismos espirituais e morais da humanidade, diante dos vazios que se abrem nos corações e que provocam ódio e morte, somente uma infinita misericórdia pode nos dar a salvação. Só Deus pode preencher com o seu amor esses vazios, esses abismos, e não permitir que submerjamos, mas continuemos a caminhar juntos em direção à Terra da liberdade e da vida. O anúncio jubiloso da Páscoa: Jesus, o crucificado, não está aqui, ressuscitou (cf. Mt 28,5-6) oferece-nos a certeza consoladora de q…

"Deus se oferece verdadeiramente todo para cada um de nós"

Catequese do Papa Francisco sobre o Tríduo PascalQueridos irmãos e irmãs, bom dia! A nossa reflexão sobre misericórdia de Deus nos introduz hoje ao Tríduo Pascal. Viveremos a Quinta, a Sexta e o Sábado santo como momentos fortes que nos permitem entrar sempre mais no grande mistério da nossa fé: a Ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo. Tudo, nestes três dias, fala de misericórdia, porque torna visível até onde pode chegar o amor de Deus. Escutaremos o relato dos últimos dias da vida de Jesus. O evangelista João nos oferece as chaves para compreender o sentido profundo disso: “Tendo amado os seus que estavam nesse mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1). O amor de Deus não tem limites. Como repetia muitas vezes Santo Agostinho, é um amor que vai “até o fim sem fim”. Deus se oferece verdadeiramente todo para cada um de nós e não economiza em nada. O mistério que adoramos nesta Semana Santa é uma grande história do amor que não conhece obstáculos. A Paixão de Jesus vai até o fim do mundo…

Programação da Semana Santa 2016

Madre Teresa de Calcutá será canonizada em 4 de setembro

O Papa Francisco anunciou, na manhã desta terça-feira, 15, que Madre Teresa de Calcutá será canonizada em 4 de setembro. O anúncio foi feito durante Consistório realizado no Vaticano.

O Santo Padre também informou as datas para a canonização de outros quatro beatos. Em 5 de junho: Estanislau de Jesus Maria (João Papczyński) e Maria Elisabeth Hesselblad. Em 16 de outubro:  José Sánchez Del Río e José Gabriel Del Rosario Brochero.

Madre Teresa, batizada com o nome de Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, nasceu em 1910, em Skopje, atual capital da Macedônia, e faleceu em setembro de 1997. João Paulo II a beatificou em 19 de outubro de 2003.

A Fundadora das Missionárias da Caridade, na Índia, e prêmio Nobel da Paz em 1979, Teresa se dedicou aos pobres e doentes de hanseníase trabalhando nas ruas de Calcutá sempre com seu sari (veste típica indiana) branco debruado de azul, a imagem com que o mundo se habituou a vê-la.

A Congregação cresceu rapidamente e hoje conta cerca de 4,5 ml religiosas em mais de 13…

Papa Francisco: O pecado nos empobrece e nos isola

O Papa Francisco presidiu na tarde desta sexta-feira (04/03), na Basílica de São Pedro, a celebração penitencial na qual abriu a inciativa “24 horas para o Senhor” que partiu de Roma e ganhou alcance mundial. 
O evento nasceu com o intenção de recolocar no centro a importância da oração, da adoração eucarística e o do dom do sacramento da Reconciliação, e oferecer a todos a possibilidade de fazer experiência pessoal da misericórdia de Deus. “Eu quero ver de novo: este é o pedido que queremos fazer hoje ao Senhor. Ver de novo, depois de os nossos pecados nos terem feito perder de vista o bem e desviar da beleza da nossa vocação, levando-nos para longe da meta”, disse Francisco na homilia. Segundo o pontífice, “este trecho do Evangelho possui um grande valor simbólico e existencial, porque cada um de nós se encontra na situação de Bartimeu. A sua cegueira o levou à pobreza e a viver na periferia da cidade, dependendo em tudo dos outros”.  “Também o pecado tem este efeito: nos empobrece e no…